Apague os rastros é uma ação performance.

Uma operação recorrente dos processos de ateliê, a ação de apagar, é incorporada ao trabalho em exposição na mostra “Cá e lá, Utopos”. A ação consiste na tentativa de apagar os rastros deixados pelos visitantes no desenho que percorre, de uma parede a outra, 11 metros da Galeria.

Apague os rastros
press to zoom
Apague os rastros
press to zoom
Apague os rastros
press to zoom
Apague os rastros
press to zoom
Apague os rastros
press to zoom
Apague os rastros
press to zoom
1/1

Rua Caldas Júnior, 375 é um desenho-instalação que pende da parede e prolonga-se pelo espaço da sala de exposição. Como plantas que nascem nas fendas das fachadas, o desenho simula uma ruptura causada pelo seu desenvolvimento que, ao atingir o chão, provoca uma fissura. Ao mesmo tempo sua disposição na sala causa uma interrupção do fluxo, é preciso contorná-la para observar, para continuar o trânsito.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/1

Situação de risco é a segunda ação realizada no ano de 2018 e está relacionada aos processos de ateliê, as operações que concernem ao trabalho, a repetição e insistência pela obtenção de uma resposta que virá do desenho. O acaso e o estado de presença são variáveis determinantes para o trabalho.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/1

Pulso e repouso é um desenho-performance  que marca o momento de intimidade do ateliê, os vestígios de um fazer braçal, a repetição e insistência pela obtenção de uma resposta que virá do desenho. As ações de apontar e afinar o lápis como prática para o desenho resultou, casualmente, de um traçado que em outro momento originou a série Improvisações e que, ganha presença através da ação.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/1